15 maio 2014

Gosto de sentir

Gosto de sentir. Sentir o verde que respira, a luz das manhãs de primavera, a suave chuva de outono ou o peso da história em cada recanto, em cada poro desta Lisboa. Sensações que se fazem palavras, que ora brincam felizes ou palavras que se atrapalham dentro de mim, sem que saiba que são minhas, sem que saiba que lhes fazer. Mas depressa se entendem, retomam o seu lugar e se inscrevem no mais profundo de mim.

Sandra Évora, 40 anos, Sto. António dos Cavaleiros  
Desafio RS nº 13 – … palavras atrapalharam-se dentro…

Sem comentários:

Enviar um comentário