12 maio 2014

O recomeço

Depois do fim! Sim, chegara ao fim!
Sinceramente tinha sido apanhada desprevenida. Há muito esperava o desfecho da união forçada e agora que tudo terminara sentia-se meio perdida. Mas não baixaria os braços. Nunca o fizera, certamente não começaria agora.
Recomeçaria uma vida nova num novo lugar. Tudo novo. Até ela renasceria, qual Fénix renascendo das cinzas, mais forte, mais determinada, com nova imagem mas fiel a ela própria. Porque, depois do fim, há sempre um recomeço.

Carla Silva, 40 anos,  Barbacena, Elvas

Desafio nº 64 – texto começando por “Depois do fim…”

Sem comentários:

Enviar um comentário