11 maio 2014

Sensoriais, recordações

Sei-te de cor, conheço todos teus gestos, desejos.
Teu cheiro, habita minha pele. Teus passos?...
Esses teus passos, ficaram gravados na minha memória.
O som das tuas palavras, quando chamavas meu nome, eram notas pautando o eco difuso da minha resposta.
A vida passou por nós… As provas que a vivemos, são testemunho histórico no futuro.
Hoje, em cena, no teatro que é a vida, queria falar-te do passado, mas, as palavras atrapalhavam-se dentro da minha memória…

Graça Pinto, 55 anos, Almada

Desafio RS nº 13 – … palavras atrapalharam-se dentro…

Sem comentários:

Enviar um comentário