21 julho 2015

Há dias e dias

Há dias diferentes de todos os outros, em que sentimos um clarão dentro de nós que vem do coração e nos empurra para lá, com vontade de para sempre lá ficarmos. Instantaneamente fugimos de onde estamos e corremos descalços, desejosos por chegarmos ao centro do coração. Lá chegados, ouvimos o som de uma porta que se bate. Mais do que ouvir, sentimo-la bater. Aninhamo-nos e vivemos a ilusão da perfeição de um clarão que vive no coração.

Diana Vasco, 32 anos, Porto
Desafio nº 94com clarão, porta a bater e ilusão

Sem comentários:

Enviar um comentário