16 julho 2015

Quem diria…!

De dia, viam-se pouco…
Mal cruzavam o olhar,
Gostavam-se e atraíam-se
Sem se poderem tocar.

E ninguém se apercebia,
Pois, eles eram discretos,
Algumas pequenas trocas,
Alguns códigos secretos.

Porém, caindo a noite
Estava o destino traçado,
Ele correu para ela,
Ela caiu no amado!

E, pertinho do lugar
Havia um velho “Pombal”…
A testemunha era a Lua
E achava natural!

Mas, o povo, com malícia,
Encarava uma ousadia…
Ia mesmo haver casório?
Os “pombinhos”…! Quem diria…!

Maria do Céu Ferreira, 59 anos, Amarante

Desafio nº 6 – Início e fim: De dia viam-se muito pouco …….. Quem diria!

Sem comentários:

Enviar um comentário