23 janeiro 2016

Já fui herói

As sapatilhas eram de pano, vermelhas, lindas de morrer. Fascinava-me a aderência, mesmo nos pisos mais escorregadios. Com elas, sentia-me herói. Nas corridas, faziam-me voar e ganhava sempre. Nas aulas, refinavam-me o pensamento e nunca errava os exercícios… espantava-me comigo mesmo.
Como as adorava!
Ah… nunca tivesse ido ao rio naquele dia! Quando saí da água, tinham-mas roubado…
Mas, o amor que lhes tinha continuou vivo e, ainda hoje, de vez em quando, vem aconchegar-me o coração.

Domingos Correia, 57 anos, Amarante
Desafio Escritiva nº 4 – homenagem às sapatilhas


Sem comentários:

Enviar um comentário