12 janeiro 2016

Que paixão...

Sempre a amara em silêncio. Um silêncio que durara o tempo da sua ausência. O reencontro reacendeu a paixão. Ele, um milionário feito de heranças, nem imaginou os motivos do seu regresso. O tempo foi passando e, paulatinamente, ela foi-o despindo dos seus haveres. O casamento estava marcado e a viagem dela, só de ida, também. A teia urdida pela paixão deixava-o descrente, face aos avisos dos amigos. A confirmação chegou com a ausência dela no altar…

Amélia Meireles, 62 anos, Ponta Delgada
Desafio RS nº 33 – uma história de enganos


Sem comentários:

Enviar um comentário