10 janeiro 2016

Troca que parecia genial

No aeroporto, mesmo na porta de embarque. Remexia a mala num tal remexer que até parecia verdade! Sim, parecia, mas não era! Apenas nervos me apoderavam sem fim e as mãos não paravam de procurar o que sabia não lá estar. Sabia que tinha trocado um cartão por outro! Sabia que, e pensando ser uma ideia genial, deixava ficar a carta de condução em casa para não a perder; troquei o cartão de cidadão pela dita cuja!

Lucrécia, 55 anos, Lisboa

Desafio RS nº 33 – uma história de enganos

Sem comentários:

Enviar um comentário