09 fevereiro 2016

A sonhar também se engana

Dois caminhos bifurcavam e a escolha não era fácil. Um parecia mais escuro mas menos labiríntico. Seguir um revelava-se difícil. Olhou para trás e ninguém. Então os outros? Será que se perderam… hum! Esperar, seria dar tempo à classificação, e não sabia quantos estavam à frente. Mas escolher o errado, também não era solução. Na montanha qualquer passo errado é um engano caro. Começou a sentir-se sufocado. Tudo parecia um sonho. Fora um engano? Respirou fundo! Acordou.

Alda Gonçalves, 48 anos, Porto
Desafio RS nº 33 – uma história de enganos


Sem comentários:

Enviar um comentário