05 fevereiro 2016

Cristo San Juan de la Cruz

Baixaste os ombros,
não, não os encolheste,
num desprezo banal, ateu.
apontaste os pés para a terra,
ara a Terra,
na sacra dúvida.
Labutaste nessa dúvida,
com a certeza
que um Deus ostenta
numa vitória perdida.
Teus músculos ainda sustiveram
os teus ossos,
na integridade simétrica da encenação.
Tua cabeça pendeu,
finalmente,
na interrogação da terra,
da Terra.
As tuas forças iam fluindo,
escapulindo-se como névoa na noite.
Foste erguendo a cabeça,
Homem das dores:
está consumado.

Jaime A., 52 anos, Lisboa

Sem comentários:

Enviar um comentário