17 fevereiro 2016

Fantasiar é preciso

Há uma espécie de sujeição ao deslumbre. Fica-se cativo e daí ao tolher do pensamento é um breve passo. Por outro lado, "o homem que vive em espanto deixa portas abertas no sonho". E sonhar é uma das essências da vida.
Sonhar, espanta a inépcia, espicaça a criatividade, cria mundos e a possibilidade de neles viver. Desfrutar dos pequenos ou grandes momentos e apreciar as coisas simples, porque, também elas, cabem dentro dos sonhos.
Sonhar é viver! 

Elisabeth Oliveira Janeiro, 71 anos, Lisboa

Desafio RS nº 34 – frase de Mia Couto

Sem comentários:

Enviar um comentário