02 fevereiro 2016

Maria

Maria descalça. Só Maria, de pura linhagem!
Maria só, descalça, escoltada pela brisa marinha.
Maria, despida da solidão de outrora, sentia-se agora mulher afortunada.
A praia? Testemunha do seu fulgor!
A maresia? Senti-a afagar-lhe o rosto em carícias memoradas. Jamais alguém lhe arrancaria do coração, tal desenfreada sensação!
E lá permanecia Maria, na areia deitada, em colcha de amor, regada.
Maria fechou os olhos, abraçou o sol, vestiu-se da nívea claridade e, em gesto de seriedade, calçou-se.

Andrea Ramos, 39 anos, Torres Vedras

Desafio nº 18 – palavras proibidas: não que mas pois como verbos: estar + ser

Sem comentários:

Enviar um comentário