29 fevereiro 2016

O meu pai

O meu pai estava no escritório. Era inverno, ele tinha tosse. O lírio no meu jarro preferido, o que tem um desenho de elefante, bebia a água inocentemente. Que silêncio perturbador. O meu pai agrafava as folhas com o agrafador novo que comprámos. Ele está cansado, quase que não dorme para conseguir terminar o trabalho. Quase que não tem tempo para mim. Todo o dia ocupado, não descansa. Às vezes pergunto-me porque tem ele tanto que fazer.

Raquel Alves,12 anos, Escola Básica D. Pedro I Canidelo, prof Arménia Madail

Desafio nº 89 – hist c tosse+lírio+elefante+agrafador

Sem comentários:

Enviar um comentário