17 fevereiro 2016

Um sentir diferente

Tudo estava contra nós. A chuva caía forte, acompanhada por um vento gelado. A rua tinha perdido o seu tom azul e estava agora muito escura, quase como a noite. Ficámos então em casa, aproveitando para conversar e nos conhecermos melhor. Durante essas horas, foram várias as vezes em que os nossos olhares se cruzaram, conseguindo assim que ficasse com as faces vermelhas. Após alguns momentos, toquei-te e foi então que percebi que estava a sentir amor.

Sara Catarina Almeida Simões, 28 anos, Coimbra

Desafio Escritiva nº 3 – texto com: chuva, vento, amor, azul, vermelho e rua

Sem comentários:

Enviar um comentário