23 março 2016

Mas...

Queria escrever-te. Dizer-te, o que sinto
e o que diz o meu coração.
Queria, que soubesses a alegria que me inunda.
E como sonhei, com este momento.
Às vezes, achava que o tempo não passava.
Outras vezes, não conseguia dormir porque, na minha cabeça,
havia tanta coisa para te dizer. Não queria, esquecer-me
de nada. Queria, ou pelo menos tentei,
gravar todos os momentos na minha alma para poder relatar-te.
Mas as palavras atrapalharam-se dentro de mim.

Natalina Marques, 56 anos, Palmela

Desafio RS nº 13 – … palavras atrapalharam-se dentro…

Sem comentários:

Enviar um comentário