05 março 2016

Não matem sardaniscas, estou a avisar!

Sou sardanisca. Quando matam uma sardanisca, choramos muito e as lágrimas transformam-se em chuva.
E se for sardanisca rainha choramos muitíííííssimo mais.
Um dia, mataram a rainha.
Chorámos tanto!
Choveu durante quarenta dias e quarenta noites!
– Resultado?
– Dilúvio!
O que valeu foi alguém lembrar-se de construir uma barca onde acolheu outras pessoas e bichos de todas as espécies.
Não matem sardaniscas! Cada sardanisca, um ponto de interrogação. Pode ser rainha. E se for… sabem o resultado… dilúvio!    

Domingos Correia, 58 anos, Amarante
Desafio nº 51 – sobre uma imagem de Francisca Torres


Sem comentários:

Enviar um comentário