30 março 2016

O boné e os sapatinhos

Conversavam sem cessar
Dois objetos esquecidos:
Um boné de andar no mar,
E sapatinhos garridos!

– Sou boné de marinheiro,
Andei de noite, de dia,
Percorri o mundo inteiro
Ao sol e à maresia!

– Fizemos muitos bailados,
Em Paris, em Roterdão,
Fomos muito desejados,
Vimos amor e paixão!

A dama que nos usou,
Amada no mundo inteiro,
Ousada, nos atirou
A um lindo marinheiro!

Com este dito certeiro,
O boné lacrimejou,
Pertencera ao marinheiro
Que essa dama arrebatou!

Maria do Céu Ferreira, 60 anos, Amarante

Desafio nº 62 – dois objectos, numa prateleira cheia de pó, conversam

1 comentário:

  1. Natalina Marques01/04/16, 20:01

    Os meus parabéns, Maria do Céu.
    Gosto muito das suas histórias.

    ResponderEliminar