14 março 2016

Rosas

"Não há rosa que não pica". Pensava irritada aquela florista enquanto fazia vários ramalhetes carregando rosas vermelhas.
– É uma flor para uma dama?
Jovem anuiu manifestamente envergonhado.
– Que bom, amor com amor se paga.
Mancebo corou vermelho, gaguejou algumas palavras inarticuladas, calou-se.
"Ah!, nem mais um pio". Isto impôs-se florista falando consigo mesma bastante irritada.
 – Só isto, nada mais!
Jovem pagando, evitando partir, hesitando, dirigiu-lhe palavras, àquela florista calada, ignorando sentimentos:
– São para ti, eu te amo.

Theo De Bakkere, 63 anos, Antuérpia Bélgica
Desafio RS nº 35 – até 4 letras, mais de 4

Sem comentários:

Enviar um comentário