21 março 2016

Tempo roubado

Estava feliz.
Ia encontrar-me com a razão do meu viver.
Meu filho, meu AMOR. Vesti o vestido VERMELHO,
 meu preferido. Por certo também ia gostar.
O dia, pelo contrário, estava triste. Fazia CHUVA e VENTO,
um dia de inverno perfeito. Mas, mesmo assim, saí para a RUA,
e, como   milagre, o céu ficou AZUL.
Eu estava ansiosa, o tempo não passava, não via o momento
de ter nos braços, aquele que há tanto tempo me tinham roubado.

Natalina Marques, 56 anos, Palmela

Desafio Escritiva nº 3 – texto com: chuva, vento, amor, azul, vermelho e rua

Sem comentários:

Enviar um comentário