28 março 2016

Tudo muda

Tudo muda, sem o querermos.
O vento que não sabemos de onde vem,
nem para onde vai, mudam-se as marés.
Muda a natureza, que se renova, de ano para ano.
Muda o tempo, quando faz sol e devia fazer chuva.
Ou quando chove e faz sol para nascer um arco-íris,
faz renascer a esperança, de um amanhã melhor.
Mudam-se palavras de uma canção, menos os segredos
escondidos no coração. Tudo muda 
no nada em que se transformou.

Natalina Marques, 56 anos, Palmela
Desafio nº 74 – nada em que se transformara

Sem comentários:

Enviar um comentário