15 abril 2016

A aranha gulosa

A aranha preta, gulosa,
Reforçou a sua teia,
Em noite bela e cheirosa,
Ia comer boa ceia!

Torturou, rasgou, comeu,            
Todo o bicho e mais algum,
Nenhum pedido atendeu,
Nem poupou filho nenhum!

Atraiçoou os mosquitos,
E insetos descuidados,
Fez deles grandes petiscos
E foram dilacerados!

Atacou sem piedade,
E teve uma indigestão,
Agonizou à vontade,
Caindo morta no chão!

A aranha preta, malvada,
Não voltou a fazer mal…
Finalmente, a bicharada
Também teve o seu Natal!

Maria do Céu Ferreira, 60 anos, Amarante

Desafio nº 80 – o Natal da aranha

Sem comentários:

Enviar um comentário