23 abril 2016

A lã não engana

A lã era dura mesmo quando limpava espelhos estalados, desfocados, danificados. O Zé vai amar estes vidros. A ti, que tens força grande, deixará amargura impotente: humilhação!
A lã, tal como dizes, também estraga orgulhos dilatados. É um mau modo ficar frágil aquando conferes centauros imaginários.
A fé que tens, mesmo quando denegas virtudes estranhas, compromete invocativos dissimulados – deselegâncias!
É já uma nota fraca: quando estalas vaidades, consegues amorfanhar leviandades.
A lã não tapa corpo amorfo, cadáver!

Fernando Morgado, 60 anos, Porto

Desafio Rádio Sim nº 36 – frases com palavras de nº de letras crescente

Sem comentários:

Enviar um comentário