13 abril 2016

Adeus

Foi despedida do escritório onde trabalhava
havia alguns anos, sem justa causa.
Apenas tinha um CASO com o filho do patrão,
por quem sentia algum ASCO.
Desempregada, e contas para pagar,
a vida dela ficou um CAOS, e como empregada
doméstica não lhe corria melhor.
COAS tão mal as batatas, como OCAS 
são as tuas palavras mentirosas.
Ai é? Então COSA você o vestido.
E se é mentira o que digo,
que vá para o SACO. Adeus.

Natalina Marques, 57 anos, Palmela

Desafio Rádio Sim nº 7 – anagramas com S C O 

Sem comentários:

Enviar um comentário