26 abril 2016

Difícil...

NADA MAIS FÁCIL.
O quê, mamã?
Nada, estava só aqui a pensar alto
Se o teu irmão deixasse aquela galdéria,
que só lhe dá cabo da vida.
Se ele me desse ouvidos
era bem mais feliz.
Se o vosso pai fosse vivo,
talvez as coisas se resolvessem
Porquê mamã? 
Ai; Estás a ser chata com tanta pergunta.
Estás zangada comigo mamã?
Não. Queria estar zangada com o teu irmão,
Mas, neste mundo, não há
NADA MAIS DIFÍCIL.

Natalina Marques, 57 anos, Palmela

Desafio RS nº 19 – começando em Nada mais fácil e terminando em Nada mais difícil

Sem comentários:

Enviar um comentário