23 abril 2016

Que será de mim?

Estava perto o dia de sair da instituição,
onde cresceu por ser abandonado.
Pensa com desespero na alma:
– Que será de mim, sem família para recorrer,
pedir um conselho, amigos para me acompanhar
na vida que tenho para viver, os problemas
que vou ter que empreender.
A quantos terá acontecido o mesmo?
Mas eu tenho que ser forte, ter coragem para enfrentar
todos os desafios. Tenho que ter fé.
A fé no Deus que estará sempre comigo.

Natalina Marques, 57 anos, Palmela

Desafio nº 21 a propósito de uma ilustração

Sem comentários:

Enviar um comentário