20 abril 2016

Traço de Ternura

Todos estavam tristes. Eu tentava suportar tudo e todos mas também sofrias. Tânia, eras tão feliz, tão alegre, tão calma, tudo isso. Todo o tempo contigo tinha magia tornada realidade. Talvez fosses tonta mas, todos adoravam todo o teu feitio. Tentavas agradar todos e tinhas uma tremenda paciência. Tu sabias transformar em tubarões as tartarugas indefesas. Trabalhavas sorrindo, toda feliz. Trocavas o teu melhor traje por trapos e tudo. Agora tornaste-te um Traço de Ternura.

Sara Catarina Almeida Simões, 28 anos, Coimbra

Desafio nº 61 – palavra sim, palavra não começada por T

Sem comentários:

Enviar um comentário