30 maio 2016

A Borracha Cor-de-Rosa

A menina andava na escola como tantas outras, não todas, que o mundo é ingrato.
Sorria pouco.  Era baixa.  Troçavam dela.
Certo dia, foi proposto à classe a feitura duma redacção sobre uma ideia que modificasse o mundo.  A menina pensou:  uma borracha cor do amor que apagasse, à nascença, todas as maldades.
Lida a sua história, a assembleia rendeu-se.
A menina, feliz, cresceu dentro e fora dela.  Agora já era alta!
A borracha cor-de-rosa a cumprir-se...

Elisabeth Oliveira Janeiro, 71 anos, Lisboa

Desafio Escritiva nº 8 - invenção que muda o mundo

Sem comentários:

Enviar um comentário