04 maio 2016

Adaptar, nada simples

Caro adaptador, escrevo isto pensando na melhor forma de levar a mensagem da minha obra a todas as crianças. Esta é sua história, um pouco complexa de explicar, mas confio em si para tornar a compreensão acessível a todos. Tenho muita vontade de ver o resultado o mais rapidamente possível.
Muito obrigado pelo seu interesse e por entender o meu legado,
Atentamente, Eça de Queirós.
P.S. Preciso que tente que as palavras sejam tão precisas quanto possível.

María Cinta Jerez Hernández, 19, Ciudad Rodrigo, prof Paula Pessanha Isidoro

Desafio nº 26 – dedicatória para alguém

Sem comentários:

Enviar um comentário