03 maio 2016

Que martírio!

Não posso correr o risco de desconcentrar-me do que é essencial. Cumprirei o desafio, pensou. Aquele era o grupo de letras que iria usar. O descuramento ao compromisso parecia ganhar força. Tinha que desmontar aquele quebra-cabeça. Ali estavam as letras desorganizadamente colocadas. Necessitava domesticar a vontade de desistir. Era preciso encontrar palavras com sentido, onde as letras existissem. Tinha os olhos dormentes de tanto procurar. Os neurónios martirizados ameaçavam bloquear qualquer atividade mental. Sem dar conta, adormeceu.

Amélia Meireles, 62 anos, Ponta Delgada

Desafio nº 106 – palavras com M T D S R O

Sem comentários:

Enviar um comentário