05 junho 2016

A porta mágica

Só tinha uma pequena chave nas mãos. Não sabia o que abria, nem se teria alguma utilidade, mas ela guardava-a carinhosamente desde que o seu pai lha oferecera pelo seu último aniversário. Comprovava cada fechadura, girando docemente o seu instrumento, mas nenhuma abria. 
Um dia, encontrou no escritório do pai um caderno com um cadeado, introduziu a chave e abriu-o. No interior, milhares de palavras expressavam cada pensamento do seu autor, o melhor dele presente para ela.       

Ana Moreno Barriga, I.E.S. Profesor Hernández – Pacheco – Cáceres

Sem comentários:

Enviar um comentário