09 junho 2016

O fim

Há muito que andava a protelar a conversa. Sabia que seria considerada responsável pela separação. Mas não adianta prolongar uma relação onde o principal sentimento é imperceptível, quase nulo.
E quando, numa relação, as
 palavras são nulas, é preferível o fim. Embora pudesse implicar a destruição de sonhos partilhados, havia a probabilidade de continuarem amigos. 
Agradecia o
 privilégio de amar e ser amada, mas chegou a hora de dizer adeus, de cada um seguir o seu caminho.
Carla Silva, 42 anos, Barbacena, Elvas

Desafio nº 107 - 10 palavras com PLR

Sem comentários:

Enviar um comentário