18 junho 2016

Quantificação

Era uma vez um par de namorados, resolutos e muito descomplicados! Tão
certo como dois e dois serem quatro, afiançavam que os inúmeros projectos que tinham, se realizariam: casamento, três filhos, duas casas, um cão...
Gostavam de festas, congregando dezenas à volta, favorecendo os múltiplos detalhes, num rigor geométrico e descritivo.
E tudo isto conseguido pela prática do amor que, quanto mais se dá mais se tem, o que, magicamente calculado, transforma a divisão num acto multiplicador.
Elisabeth Oliveira Janeiro, 71 anos, Lisboa

Desafio RS nº 38 – a matemática dos dias

Sem comentários:

Enviar um comentário