25 junho 2016

Regresso à verdade

Aquela vida agitada estava a transformá-la num monstro de risos falsos, abraços artificiais e elogios forçados. Tinha de regressar ao mundo da verdade. A 23 de Junho chega à aldeia. No céu, balões coloridos e, no ar, o perfume a manjerico e a sardinha assada. Após as marchas, a fogueira iluminava os rostos rosados do bailarico.
Estava ali tudo que precisava: a alegria dos risos sinceros, o calor dos abraços verdadeiros e a força dos elogios autênticos.
Margarida Leite, 47 anos, Cucujães
Desafio Escritiva nº 9 - santos populares com palavras impostas

Sem comentários:

Enviar um comentário