24 junho 2016

Tão só...

Cansada, desencantada… O mundo ruiu, pelo menos aos meus olhos. O mundo simula, finge, diz o que se quer ouvir, o conveniente. Dele não brota sinceridade, humildade, solidariedade. A verdade é uma miragem. O meu coração aperta de solidão, absorve o que a boca não diz porque não tem quem ouça sincera e atentamente. Anseia por uma amizade gémea, por um desabafo seguro. Sinto-me tão só. Só no meio da multidão. Foi por isso que me escrevi.
Fátima Fradique, 41 anos, Fundão

Desafio nº 100 – «e foi por isso que me escrevi»

Sem comentários:

Enviar um comentário