09 junho 2016

Um amor impossível

Conheci-o num dia 14 de maio, estava eu a andar pela rua quando chocamos um no outro. Levantou-se muito depressa e pediu-me desculpa. Vestia um blusão de couro e calças de ganga. Era lindo. Parecia simpático. Disse que se chamava Ryan. Apaixonei-me à primeira vista mas quando disse que era de outro país o meu coração parou. Todas as noites pensava nele e arrependia-me de nos termos cruzado. Já não podia mudar o rumo da minha história.

Beatriz Campos e Lucía Mateos – 1º A, IES Profesor Hernández Pacheco, Cáceres

Sem comentários:

Enviar um comentário