30 junho 2016

Velhos tempos!

Na minha aldeia, festejavam-se os santos populares com entusiasmo, marchas e bailaricos
Enfeitavam-se mastros com flores e balões.
Espalhava-se pelo chão rosmaninho. Faziam-se fogueiras que saltávamos com uma alcachofra na mão formulando um desejo dirigido a santo António.
Ao sabor das sardinhas assadas, os mais audazes, ofereciam às raparigas o majerico com uma quadra romântica.   
A alcachofra deitava-se à rua para ver quem de manhã a apanhava.
A minha, era a vizinha velhota quando varria a rua!...
Rosélia Palminha, 68 anos, Pinhal Novo
Desafio Escritiva nº 9 - santos populares com palavras impostas

Sem comentários:

Enviar um comentário