12 julho 2016

E hoje?

«Ver e ouvir tudo nem sempre é o melhor», concluiu o homem, esquecido do início do bem-querer louco vivido pelos dois. 
«Pode ser que hoje tudo brilhe diferente», pensou incrédulo, porém incumbido do poder típico de quem finge ser feliz. 
Unir em vez de dividir, ser em vez de querer, possuir em vez de pretender: que irónico o «sim» dito defronte do clérigo! 
E hoje? Estendido só no leito, vive um presente bem diferente do futuro prometido.
Quita Miguel, 56 anos, Cascais
Faça aqui o download do livro infantil «O Chapéu-de-chuva às Bolinhas» http://ow.ly/ZtAG0

Desafio RS nº 39 – história de amor sem A!

Sem comentários:

Enviar um comentário