13 julho 2016

Matematicachinês

Matematicachinês! Sim, era o que parecia aquela aula! Entretanto, fazia malabarismo com o lápis, procurando ocupar as mãos, pois não sabia que uso dar à calculadora. Seno, cosseno! Ouvia estas palavras há alguns dias, mas a escuridão pairava e não havia forma de clarear independentemente das explicações. O lápis caiu na mesa, rolou e caiu no chão. O Miguel apanhou-o e guardou-o. Olhou-me, sorriu e eu corei. Voltei a vê-los, lápis e Miguel, na aula de desenho.
Fátima Fradique, 42 anos, Fundão

Desafio RS nº 37 – o lápis caído no chão

Sem comentários:

Enviar um comentário