12 julho 2016

Querer infinito

Gosto nem sei.
Nem sei dizer. Só sentir.
E por muito que tente,
tudo em mim é dolente,
pois sigo sem rumo,
sem prumo, oco de mim.
sem verso, verbo,
sem universo,
sou meio resto.

Continuo sim,
Te querendo, sem limite,
Eterno querer infinito,
e mesmo que eu grite,
sei, nem percebes…

sede sem fim,
de beijo, de tudo de ti,
sonho que é impossível,
querer indizível,
dor que corrói,
e como sem fim – dói
Roseane Ferreira, Estado do Amapá, Macapá, Extremo Norte do Brasil

Desafio RS nº 39 – história de amor sem A!

Sem comentários:

Enviar um comentário