01 setembro 2016

Se…

Nada mais havia a fazer, quando o amor lançou seus braços perturbantes nascendo da dor, a alegria. Nele tudo frutificou: das nossas vidas nasceram outras vidas, cadeia de afectos. Se tivéssemos evitado ouvir seus misteriosos apelos, nada seria igual. Agora restava saber a razão da nossa presença nesta cadeia de acasos, perdida na irrecuperável voragem do tempo. Todos intuímos haver uma razão e buscamos a chave, da mais escondida das portas, guardada em cada um de nós. 
Isabel Sousa, 64 anos, Lisboa.

Desafio nº 103 – 3 frases impostas por ordem

Sem comentários:

Enviar um comentário