14 setembro 2016

Vida bizarra

Embalada na velha cadeira de baloiço, Engrácia, revivia momentos hilariantes da sua vida. Tinha tido uma vida algo bizarra. Casou três vezes. Todos os seus primos, onze ao todo, tinham sucumbido, deslumbrados com o seu fascinante jeito de extorsão. Cinco deles, já com sete palmos abaixo da terra, deixaram-lhe um enorme legado. Dois ainda pagavam os seus fabulosos desfalques. Treze anos mais tarde, os restantes primos conseguem dezassete dos dezanove milhões roubados. Finalmente se fazia alguma justiça.
Amélia Meireles, 63 anos, Ponta Delgada

Desafio RS nº 41 – números primos e… primos

Sem comentários:

Enviar um comentário