15 outubro 2016

Marinheiro Errante

Sou navegante à deriva,
Mar abaixo, mar acima,
Procuro a minha diva
Em Portugal ou na China!

Sou um belo marinheiro,
Tenho procurado sempre
Um amor a tempo inteiro:
Lindo, encantador, caliente!

Em garrafas a boiar
Já lancei muitas mensagens,
Já tive encontros de azar,
Histórias loucas e miragens!

Nesta garrafa encalhada
Procuro desencalhar…
«Moça bela e engraçada,
Vá-me ver desembarcar…
Sigo no navio Errante,
Vou desembarcar em Tróia,
Sou moreno, bom amante,
Procuro a minha jóia!...»
Maria do Céu Ferreira, 61 anos, Amarante

Desafio Escritiva nº 11 – mensagem na garrafa

Sem comentários:

Enviar um comentário