20 outubro 2016

Recomeço

Elsa endereçou a carta aos pais, colou o selo no envelope e apanhou o pequeno saco. Desmotivada, saiu para a noite gelada. 
As palavras do noivo faziam eco na sua cabeça: tenho um caso!
Sentira um laço invisível apertar-lhe a garganta que ficou seca repentinamente, enquanto o seu coração definhava com tremenda lesão.
Tinha de ganhar coragem e recomeçar a sua vida. De preferência longe de tudo o que lhe recordasse esta dor que lhe trespassava a alma... 
Carla Silva, 43 anos, Barbacena, Elvas

Desafio RS nº 42 – letras de escola sem escola

Sem comentários:

Enviar um comentário