05 novembro 2016

A silhueta

O clarão iluminou a escura noite, realçando a silhueta igualmente escura. Incapaz de me mexer, senti-me estúpida
MEXE-TE!, ordenei-me mentalmente. Mas aquela escura figura tinha-me transportado aos teus braços, nos claros dias de verão.
Se fosse esperta, lutaria contra esses estúpidos pensamentos, mas nunca fui esperta no que toca ao coração.
Por momentos deixei-me levar... 
Claro que me mexi. Mas apenas quando percebi que o amor tem de ser esperto para lidar com a sua própria estupidez.
Carla Silva, 43 anos, Barbacena, Elvas

Desafio nº 112 – 3x5 palavras no texto

Sem comentários:

Enviar um comentário