17 novembro 2016

Permitir-se sorrir

Seguia com atenção, mesmo sabendo que era o caminho de sempre.
Olhou para as árvores, depois para as pessoas que ali passavam.
Hoje, não sabendo porquê, tudo parecia novidade.
Nem mesmo depois de ver a sua vizinha, cumprimentando-a, esqueceu aquela sensação.
Olhava, sabendo e sentindo que tudo lhe era estranho.
Depois, seguindo caminho, deu por si a reconhecer, logo e plenamente, o rosto que surgia à sua frente.
Sabendo que era o reflexo de si, permitiu-se sorrir.
Paula Tomé
, Sintra

Desafio nº 73 – frases com sabendo e depois

Sem comentários:

Enviar um comentário