18 dezembro 2016

A rutura duma amizade

Estavam sempre juntos:
– Espera, Pé! Estou muito cansado.
– Vamos embora! Senhor Sapato, quero chegar cedo.
– Porque temos que fazer o que tu dizes? Estou farto!
– E eu tenho que suportar-te, cheiras sempre muito mal.
– A culpa não é minha! Sabes uma coisa?
– Não sei, fala então.
– Já não quero viver mais assim, eu estou apaixonado.
– O que estás a dizer, Sapato? Estás maluco?
– Pensa o que tu quiseres. Adeus, Pé! Muita sorte.
Partiram, então, em direções diferentes.
Noelia Cabrera Rodríguez, 17 anos, Escola Secundária IES Rodríguez Moñino, Badajoz, prof Catarina Lages

Desafio nº 11 – diálogo com frase final imposta: Partiram então em direções opostas.

Sem comentários:

Enviar um comentário