03 dezembro 2016

É díficil!

– Eu não posso ficar.
– Mas isto é muito difícil para mim.
– Para mim também. Eu amo-te loucamente.
– O nosso amor é impossível. O meu avião está à espera. A polícia está a chegar. Recorda sempre que te amo.
– Tu sabes onde eu vivo. Se mudares de opinião, aqui estou eu.
– Voltarei.
– Sempre nos fica Madrid.
– Sempre. Eu recordá-la-ei toda a minha vida. Tu sabes bem que eu não quero apanhar esse avião.
Partiram então em direções opostas.
Ismael García Cáceres, 17 anos, Escola Secundária IES Rodríguez Moñino, Badajoz, prof Catarina Lages
Desafio nº 11 – diálogo com frase final imposta: Partiram então em direções opostas.

Sem comentários:

Enviar um comentário