02 dezembro 2016

Navegando

Navegando o tabo, pequeno barco asiático,
Seguiu as rotas antigas, ancestrais. 
Avançou com a agilidade de
 cobra. 
Vai mergulhar numa curva
 do rio. 
Ao
sair-se bem, achará pérola negra. 
Então, descalçar-lhe-ia imediatamente uma 
bota urgente. 
Com dinheiro pode consultar um médico. 
Sofre duma 
broca afora de toba. 
Mergulhou mais uma vez no fundo.
Tem de
 asir uma ostra invadida. 
Os netos estão fartos de tosar 
ratos.
Ao anoitecer, mais um final mergulho. 
Um 
sari para sua nora.
Theo De Bakkere, 64 anos, Antuérpia, Bélgica 

Desafio nº 113 – anagramas em frases de 6 palavras

Sem comentários:

Enviar um comentário