13 dezembro 2016

O meu recorde

Sexta-feira passada estava comendo pacificamente, tinha que apanhar a camioneta às três horas e estava falando com os meus amigos. Quando vejo as horas eram duas e meia, não podia acreditar: ainda tinha que fazer a mala! Quando fui para a paragem, o autocarro passou à minha frente e perdi-o. Enta͂o, eu tive que ir para a estação carregando a minha mala. Corri durante vinte minutos. Finalmente, cheguei dois minutos antes da partida, batendo o meu recorde.
María del Carmen Hernández Barroso, 20 anos, Cáceres, prof Paula Pessanha Isidoro

Desafio Escritiva nº 13 – recordes pessoais

Sem comentários:

Enviar um comentário