13 dezembro 2016

O teste

“Amanhã tenho um teste, tenho que estudar”. Estas foram algumas das palavras que repeti no dia anterior. O teste era às nove horas e como eu sou a pessoa mais preguiçosa do mundo, adormeci! Esqueci-me de pôr o despertador! Vesti-me e tomei o pequeno-almoço a uma velocidade tão rápida a que nem os carros de corrida vão. Pela rua desviei pessoas, saltei sobre carrinhos de compras... Mas cheguei a tempo para o teste, sim, pedindo desculpas antes!
Rocío Antonio Núñez, 19 anos, Salamanca, prof Paula Pessanha Isidoro

Desafio Escritiva nº 13 – recordes pessoais

Sem comentários:

Enviar um comentário